ESTRATÉGIA DE ACTUAÇÃO

tN7AYccZQnerUz%45QN2bw_thumb_1246.jpg

Com inspiração na Carta Africana de Princípios Feministas, a nossa estratégia de actuação inclui três focos estratégicos:

 

1) conscientização; 

 

2) mobilização; 

 

3) advocacia.

 

1. Conscientização

IMG_4842.jpg

Consciencializar involve um conjunto de actividades e práticas que levam as pessoas a reflectir sobre os assuntos e factores que afectam a sua vida, e a realização dos seus direitos.

Em Angola, onde a generalidade das pessoas está despolitizada, a consciencialização é uma ferramenta crucial de transformação social. Para nós, a consciencialização política das mulheres ela é o primeiro passo crítico na luta contra a desigualdade de participação das mulheres a todos os níveis da sociedade, bem como na luta contra a opressão e exploração das mulheres.

Com esta estratégia, queremos realizar actividades que permitam que as mulheres passem de um conhecimento superfical sobre a sua realidade para uma entendimento profundo em que se perguntam constantamente sobre o “porquê”, “o quê” e “como” as suas vidas são influenciadas por factores pessoais, privados e públicos.

São actividades de consciencialização política: os nossos encontros mensais; os textos produzidos para reflexões sobre a realidade das mulheres angolanas, as análises comparativas com a realidade de outras mulheres africanas; o programa “Vamos Falar”; as palestras, seminários e apresentações do Ondjango e/ou suas membras; e a futura Escola Feminista.

 

2. Mobilização

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_11bf.jpg

Mobilizar significa convocar pessoas e recursos para uma iniciativa, organizar pessoas para agir, fazer algo mover-se.

Na nossa estratégia, a mobilização é o segundo passo crítico para estimular mudanças e transformações sociais. No processo de mobilização, a participação é ao mesmo tempo uma meta e um meio. A mudança efectiva é um movimento gradual que é possível quando as pessoas envolvidas entendem a sua necessidade, querem uma mudança e sabem como atingi-la.

São acções de mobilização: o Forúm Anual do Ondjango Feminista (FAOFEM); as campanhas de informação via redes sociais e outros meios; marchas e outras formas de protesto; os concertos, espectáculos, e outras formas de expressão cultural; a campanha dos 16 Dias de Activismo contra a Violência Baseada no Género.

 

3. Advocacia

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_d56.jpg

Advogar significa apoiar publicamente uma causa com razões e argumentos sólidos.

A nossa advocacia consiste na mobilização da sociedade civil ou de membros de organizações para engajarem ou desafiarem os detentores de poder de decisão com o objectivo de criar mudanças em políticas, programas e comportamentos sociais, para uma sociedade mais justa.

A nossa advocacia tem como alvo os decisores políticos e a sociedade civil em geral.

São actos de advocacia: as cartas encaminhadas aos vários orgãos de tomada de decisão, a participação do Ondjango e/ou das suas membras em debates públicos, entre outras.