Back to All Events

Aula-Pública: "Fronteiras em Movimento: Deslocamento, Identidade e Apátrida" 

3.png

Onde há conflito, há sempre deslocamento, muitas vezes dentro das fronteiras. Com a história do conflito, há também uma questão de identidade e pertença. De acordo com o ACNUR, mais de 10 milhões de pessoas em todo o mundo têm o seu direito à nacionalidade negado. O actual clima de paz de Angola levou ao repatriamento de antigos refugiados em países vizinhos, o que trouxe à tona a problemática da nacionalidade e prova de identidade.

Num país onde muitos não foram registrados durante a guerra de longa data, e onde registros públicos muitas vezes foram destruídos, a questão da identidade, repatriamento e apátrida torna-se uma questão de maior preocupação. Quais são as abordagens actuais para combater a apátrida e a privação arbitrária da nacionalidade? Como é que Angola pode oferecer auxílio aos que retornaram e aos que ainda se encontram na diáspora? 

Para analisar estas questões, o Ondjango Feminista apresenta Lúcia Kula, doutoranda em Direito pela Escola de Estudos Africanos e Orientais (SOAS) na Universidade de Londres, numa aula pública a ter lugar no dia 8 de Março de 2018 – Dia Internacional das Mulheres, entre às 18:00 e às 20:00 horas, no auditório do Hotel Fórum sito na Travessa Ho Chi Min (rua onde fica a entrada do Kero do Gika). 

Estacionamento estará disponível na Faculdade de Ciências Sociais.

O evento é gratuito, mas os lugares serão ocupados conforme a ordem de chegada.

Esta aula pública é uma parceira do Ondjango Feminista com a a Delegação da União Europeia em Angola (EUDEL). 

 

Biografia
Lúcia Kula é uma feminista africana (Angola/Holanda) doutoranda em Direito pela Escola de Estudos Africanos e Orientais (SOAS) na Universidade de Londres. A sua pesquisa faz um estudo interdisciplinar sobre o direito internacional, a violência de gênero e a economia política da migração irregular. O projeto engloba uma crítica feminista pós-colonial e um engajamento feminista africano de lei. Ela também é escritora e analista independente, com vários artigos escritos para redes internacionais como a BBC, a Oneworld.nl e o jornal The Guardian. Lúcia também leciona sobre Teoria Feminista Legal, Gênero e Conflito Armado e faz parte do centro de estudos “SOAS BorderLab” que examina os espaços e dinâmicas sociais, políticos e culturais criados pelas fronteiras e zonas fronteiriças.

 

Programa
18:00 - 18:30 Chegada e Recepção da Plateia
18:30 - 18:45 Abertura e Apresentação
18:45 - 19:30 Aula
19:30 - 20:00 Q&A + Encerramento